quarta-feira, 11 de outubro de 2017

XIX Jornada Científica Interna da SOBEPI

“Luto e Melancolia:
100 anos de desafios e atualidades”

[28 de Outubro de 2017]
Programação:
10h – Abertura
10h15 – Mesa 1: “Depressão e Clínica Psicanalítica Contemporânea.”
Palestrante: Issa Damous
(Doutora em Psicologia Clínica – PUC/RIO; Profa. Adjunta e Supervisora do Depto. de Psicologia UFF/ Rio das Ostras).



[12h – Almoço]

13h30 – Mesa 2: “As Avós da Praça de Maio: quando o luto se fez verbo

Palestrante: Márcia Balmberg
(Membro em Formação da SOBEPI)

[15h – Coffee Break]

15h30 - Mesa 3: Reunião Interna dos Membros da SOBEPI - preparação para a XX Jornada Científica.

Local: SOBEPI (Rua Elvira Machado, 06 – Botafogo/RJ)
Inscrições & Info: (21) 2275-8205 / sobepi@sobepi.org.br

sobepi.blogspot.com.br
facebook.com/SobepiPsicanalise
facebook.com/groups/sobepi
sobepi.org.br

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Freud e a homossexualidade

“Minha querida Senhora,
Lendo a sua carta, deduzo que seu filho é homossexual. Chamou fortemente a minha atenção o fato de a senhora não mencionar este termo na informação que acerca dele me enviou. Poderia lhe perguntar por que razão? Não tenho dúvidas que a homossexualidade não representa uma vantagem, no entanto, também não existem motivos para se envergonhar dela, já que isso não supõe vício nem degradação alguma.


Não pode ser qualificada como uma doença e nós a consideramos como uma variante da função sexual, produto de certa interrupção no desenvolvimento sexual. Muitos homens de grande respeito da Antiguidade e Atualidade foram homossexuais, e dentre eles, alguns dos personagens de maior destaque na história como Platão, Miguel Ângelo, Leonardo da Vinci, etc. É uma grande injustiça e também uma crueldade, perseguir a homossexualidade como se esta fosse um delito. Caso não acredite na minha palavra, sugiro-lhe a leitura dos livros de Havelock Ellis.

Ao me perguntar se eu posso lhe oferecer a minha ajuda, imagino que isso seja uma tentativa de indagar acerca da minha posição em relação à abolição da homossexualidade, visando substituí-la por uma heterossexualidade normal. A minha resposta é que, em termos gerais, nada parecido podemos prometer. Em certos casos conseguimos desenvolver rudimentos das tendências heterossexuais presentes em todo homossexual, embora na maioria dos casos não seja possível. A questão fundamenta-se principalmente, na qualidade e idade do sujeito, sem possibilidade de determinar o resultado do tratamento.

A análise pode fazer outra coisa pelo seu filho. Se ele estiver experimentando descontentamento por causa de milhares de conflitos e inibição em relação à sua vida social a análise poderá lhe proporcionar tranqüilidade, paz psíquica e plena eficiência, independentemente de continuar sendo homossexual ou de mudar sua condição.”

(Freud, Sigmund - 18 de Abril de1935. A carta está exibida no Museu de Sexologia, em Londres)

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Palestra: o fazer analítico nos dias atuais

Prezados membros e amigos, a Sobepi convida para a palestra:

'O fazer analítico nos dias atuais'



Embora desde 1937 Freud já abordasse o problema dos limites da interpretação, foi a partir do desafio colocado pelas patologias graves, de etiologia traumática, que a clínica psicanalítica se confronta ainda mais com esses limites, transformando-se profundamente. Minha proposta é abordar essas mudanças teórico-clínicas, partindo das contribuições pioneiras de Ferenczi, para depois trabalhar a perspectiva de Winnicott. 

Essas abordagens enfatizam as dimensões afetiva e relacional como os agentes terapêuticos mais importantes do processo analítico. Assim, nos dias atuais, a atitude analítica afasta-se da neutralidade distante e do privilegio dado à interpretação do recalcado, enfatizando-se o tato, a confiabilidade e a compreensão empática do analista, especialmente no tratamento de pacientes graves e regressivos.

Com Ana Lila
(Psicanalista membro do CPRJ e professora associada do Instituto de Psicologia da UFRJ)

Data:  06 de Outubro (6af), às 10h.
Local: Sobepi - Rua Elvira Machado, 06 - Botafogo / RJ.

Investimento: R$ 40
*Inscrições e Info.: (21) 2275-8205

Um abraço a todos
Diretoria Colegiada

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Palestra cancelada

AVISO DE CANCELAMENTO:
Prezados (as),
A palestra "A GRAMÁTICA DO SILÊNCIO EM WINNICOTT", prevista para esta 5af, por motivos alheios à nossa vontade, foi cancelada.
Atenciosamente,
Diretoria Colegiada da Sobepi

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Discursos

A Sobepi divulga o Curso Livre:

 'A criança na trama dos discursos familiares'



“Pensamos que decidimos o que queremos, mas na verdade é o que os outros quiseram; mais especificamente, a nossa família é quem nos fala” (Jacques Lacan, Seminário 23 - O sinthoma). 

Dar sentido a sua própria existência a partir do Outro, é o que destaca Lacan, como imponderável, na medida em que somos falados pela nossa família -  nesta trama de discursos que chamamos de destino.

Este curso nos permitirá interrogar os mal-entendidos nas tramas dos discursos que são colocadas a uma criança em relação à linhagem de onde ela adveio e como, a partir deste encontro, a criança sobrevém como sujeito.


Datas: 10, 17. 24 e 31 de outubro (sempre às terças)
Horário: 19.00h às 20.30h

Docente: Luciane Stern (Psicanalista com 34 anos de prática clínica, Diretora da Clinica Stern, Ex Professora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro – UERJ).


Um abraço a todos
Diretoria Colegiada

Lançamento

A Sobepi convida para palestra e lançamento do livro:

"A GRAMÁTICA DO SILÊNCIO EM WINNICOTT"



Com o autor Sergio Gomes (psicanalista) e a Zagodoni Editora.

*Dia 31 de Agosto, às 20h na SOBEPI.
(R. Elvira Machado, 06 - Botafogo / RJ)

**Info: (21) 2275-8205 / sobepi@sobepi.org.br

Um abraço a todos
Diretoria Colegiada

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Seminários 2017/2

Prezados membros e amigos,

Seguem abaixo os seminários da Formação em Psicanálise para o segundo semestre (necessária entrevista prévia para não membros).

*Sempre aos sábados, quinzenais:

Agosto 12, 26 | Setembro- 16, 30 | Outubro 07, 21 

Novembro 11, 25 | Dezembro 02, 09.

(Total de 10  encontros)




9h Grupo de Formação
Docente: Manuela Birtel Amendola (psicanalista)


10h30  "Clínica com Adolescentes"
Docente: Anriet Siqueira (psicanalista)

(Ementa do seminário "Clínica com adolescentes": Adolescência, cultura e sociedade contemporânea; Psicanálise e Adolescência; Clínica da Adolescência; Psicose na Adolescência; O corpo em ato: anorexia, bulimia e suicídio; Adolescentes em conflito com a Lei: transgressão, condutas anti-sociais e delinquência; Adolescência e toxicomanias.)






13h "Topologia e Sonhos"
Docente: Sérgio Gomes (psicanalista)

(Ementa do seminário 'Topologia e Sonhos': No grego antigo, topologia ou tópica advém de "topos" (lugar), ou seja, refere-se a uma teoria dos lugares. Freud usou o termo como adjetivo e como substantivo, para definir o aparelho psíquico em duas etapas essenciais de sua elaboração teórica: na primeira tópica freudiana (1900-1920), ele distinguiu "o inconsciente", "o pré-consciente" e "o consciente", culminando com a publicação de "A interpretação dos sonhos". Na segunda tópica (1920-1939), Freud acrescentou três instâncias ou lugares ao psiquismo: "o isso", "o eu" e "o supereu". Neste curso, abordaremos a topologia freudiana, bem como as principais elaborações sobre da teoria dos sonhos).



14h30 "Histeria" (auditório)
Docente: Mônica Messina (psicanalista)

(Ementa do Seminário 'Histeria': "São múltiplas as leituras e possibilidades de transmissão da psicanálise - o que nos obriga a um permanente retorno a Freud e à releitura de sua obra. Uma vez introduzidos no universo conceitual freudiano, é preciso estender a reflexão sobre a Histeria à atualidade, bem como estabelecer o debate em torno da obra freudiana.")


14h30 "Conceitos Fundamentais em psicanálise" (sala1)
Docente: Maria Eugênia Reis (psicanalista)

(Ementa do Seminário 'Conceitos Fundamentais': 
"A Psicanálise pode ser abordada em 3 níveis: Como método de investigação que consiste essencialmente na evidenciação do significado inconsciente das palavras, das ações e das produções imaginárias do indivíduo; como método psicoterápico baseado nesta investigação, que se dá através da interpretação e da relação transferencial; e como um conjunto de teorias psicológicas e psicopatológicas que são sistematizados".)

Investimento: Público externo: R$570 (ou 03 parcelas de R$190).


Um abraço a todos,
Diretoria Colegiada